16 de mai de 2017

Todo fim traz um novo começo

Antes de dizer como eu cheguei até aqui, preciso dizer o porquê não fiquei lá. Lá, onde eu pensei que pra ficaria pra sempre: naqueles braços.
Poucas foram as vezes em que eu acreditei em "felizes para sempre", mas eu definitivamente acreditava no poder daqueles braços. Eu acreditava que eles poderiam me envolver pra sempre e que eu poderia ser feliz ali, também pra sempre. E então eu fiz planos, e trabalhei muito duro pra conquistá-los. Eu mudei de casa, eu comprei um carro, eu abri uma empresa, eu fiz uma festa, eu já tinha um cachorro e adotei três gatos. Eu cuidei, eu corri, eu chorei, eu amei. Meu deus como eu amei... eu amei como nunca havia amado nada antes, eu sentia uma chama de paixão no meu peito que ardia tanto e me fazia sentir a pessoa mais feliz do mundo. Eu amei com todo o meu coração, eu amava um amor tão grande que doía no fundo da minha alma. A felicidade me envolveu tanto que pela primeira vez na vida eu fiz planos pra um futuro à dois, mas a vida... bom, ela não quis assim. E aí eu me vi sozinha, tendo que juntar todos os pedaços do "pra sempre" que agora tinham se quebrado bem na minha frente. Eu me vi num poço escuro de tristeza sem fim e o meu coração, que agora doía por outros motivos, parecia que aos poucos ia parar de bater.
E antes que eu me deixasse vencer pela decepção que a vida me causou ao acabar com a minha felicidade lá, onde eu pensei que ficaria pra sempre, eu resolvi fazer as malas e partir.
Meu destino? Curitiba.

Mas o que aconteceu lá fica pra um próximo capítulo.


Um beijo,
Vanessa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Feel free to leave your message!
Obrigada pela visita e volte sempre ♥