7 de dez de 2015

Home Decor #1: inspirações pra ambientes pequenos (de verdade!)

decor

Quem me acompanha no twitter ou no snapchat (segue lá! @aroundvanessa) sabe que mais uma vez estou de mudança. O processo todo é super cansativo, mas estamos muito felizes de poder ir pra um novo cantinho e eu obviamente estou animadíssima em poder "brincar" de fazer uma nova decoração!
Bom, a casa na verdade é uma edícula. São apenas 3 cômodos, mas acredito que isso não será um grande problema já que temos poucos móveis. O lance principal é otimizar espaço pra que fique tudo bem acomodado sem parecer que estamos apertados lá dentro. 
E como sei que nem todo mundo aqui mora numa mansão, resolvi compartilhar com vocês algumas inspirações basiquinhas que vi no Pinterest e acredito que seja de fácil acesso pra todo mundo.



cozinha

Uma parede pequena já é o suficiente pra comportar uma cozinha, composta basicamente por pia, fogão, microondas e uma geladeira. E é exatamente isso que a gente tem, junto com um armário que minha sogra nos deu e prateleirinhas de vidro que a minha mãe mandou fazer. 
Um dos segredos que a gente percebe é ocupar o máximo das paredes quando não se tem mais espaço horizontal, como por exemplo, prateleiras e nichos. As barras de ferro no alto também são uma ótima alternativa pra guardar panelas grandes sem ocupar muito lugar no seu armário caso ele seja pequeno ou simplesmente dar um toque diferente na parede mesmo. 

cozinha01
cozinha02
cozinha03


walls

Quadros na parede são um clássico, né? Acho que é daquelas coisas que chegaram e nunca vão sair de moda, afinal poder personalizar molduras e colocar imagens com a nossa cara no nosso cantinho é realmente muito legal. 
O sofá de pallets, além de ser uma alternativa muito barata pra quem não tem grana pra investir num sofá tradicional (como euzinha no caso), deixa o ambiente com um ar super despojado. Assim que fizemos o nosso pensei que não tinha combinado muito com o restante da casa à princípio, mas olhando algumas dicas pelo Pinterest já vi alternativas pra deixar o ambiente todo em harmonia com a madeira. Ah, e percebe-se também que o tapete faz bastante diferença!

sala01
sala02
sala03
sala04
cores, cores, muitas cores!



Espero que gostem!
Beijos e uma ótima semana.



30 de nov de 2015

Um pequeno (longo) desabafo

Sempre achei essa coisa de blog e instagram um escape pra ostentar uma vida perfeita. Procurava ao máximo mostrar nas redes a minha vida como ela realmente era: sem photoshop, sem luxo, sem nada que pudesse mostrar uma imagem diferente da que eu realmente era. Roupas comuns, de lojas comuns, momentos de alegria e tristeza, enfim. Real como a vida deve ser. E ao mesmo tempo via várias garotas pela internet  no estilo good-vibes-praia-suquinho-herbalife, e as julgava como sendo falsas, metidas, como se tudo aquilo ali fosse algo ruim, sabe? Como se quisessem passar uma imagem falsa de si mesmas, vivendo num mundinho mágico, afinal, muito fácil ter a vida perfeita quando se tem família e tem dinheiro, não é mesmo?
Não, não é.
Todos nós temos problemas. Todos nós temos dificuldades e desafios. Todos nós temos dores, feridas que ainda não foram cicatrizadas, medos e angústias das quais precisamos lidar diariamente. 
Sempre acreditei que o que diferenciam as pessoas uma das outras era o modo que elas lidavam com seus problemas. Como agiam diante de determinadas circunstâncias era o que determinava seu caminho para uma vida feliz e estabilizada. E eu, definitivamente, não estava mais fazendo a diferença.

Cheguei num ponto obscuro em que os meus problemas se tornaram maiores do que os de todo mundo e então eu deixei de ter empatia pelas pessoas. Já não conseguia mais olhar pro meu próximo de maneira que eu pudesse me importar, entender, e ter paciência para ouvir os seus problemas. Quanto mais o nível do meu estresse elevava, mais eu brigava, problematizava, reclamava... e isso cansa, sabe? Cansa muito. Houve um momento em que só tinha energias ruins em volta de mim. Estava tudo muito tenso. Perdi amigos, perdi colegas, perdi oportunidades de networking. Eu só brigava. Discutia. Expus pessoas. Inferiorizei e minimizei muitos sentimentos. Quem desejaria ter alguém assim por perto? Nem eu me aguentava mais. Foi aí que, assustadoramente, eu me vi exausta de mim mesma.

Num desses dias lutando contra a insônia de madrugada, fui ver um certo feed no Instagram. Rolando aquele perfil senti algo muito bom, como se aquela pessoa me transmitisse certa paz, sabe? Subitamente me recordei do dia que eu vi o mesmo feed, a mesma foto e tinha um comentário dizendo exatamente isso, que na hora me fez soltar um "nossa, que vida falsa, que pessoa mais sem sentido, quem é que poderia sentir paz com uma foto dessas?" E então, eu entendi o verdadeiro sentido daquele velho ditado: a beleza está nos olhos de quem vê.
E eu já não via beleza alguma nessa vida.

2015 foi um ano extremamente difícil. Morte de familiares, problemas financeiros, crises no relacionamento, insatisfação profissional e traumas profundos do passado vieram à tona e eu simplesmente não soube lidar. Não soube mais administrar as situações em que eu me encontrava. Perdi minha sensatez, perdi meu equilíbrio, perdi o foco da minha vida. Quanto mais eu pensava nisso, mais ansiosa eu ficava. A ansiedade se transformou numa terrível crise de pânico e aos 25 anos eu me entreguei à depressão.
Ter pessoas do meu lado que me ajudaram a enxergar o quão mal eu estava fazendo não só pros outros como principalmente pra mim mesma foi essencial. Entender a situação te leva a aceitar o quão urgente e necessário é buscar ajuda de um profissional, mesmo que isso seja um processo muito doloroso e difícil. Não é fácil pra mim aceitar que não consigo lidar sozinha com os meus próprios problemas, não é fácil aceitar que a minha própria mente eu não consigo controlar. Não é fácil, mas é extremamente necessário na minha vida.

Portanto, busquem ajuda. Não deixem se afundar. Não deixem que a vergonha te impeça de pedir ajuda, não deixem que os problemas tomem conta do teu sono. Não deixem que seu corpo e sua mente, cheguem ao limite. Não se culpem por não saberem lidar diante de determinadas situações. Temos toda uma sociedade nos enlouquecendo e depois nos culpando fortemente por isso. Mas por favor, não façam isso. Não se culpem. Passar por tudo o que passamos e manter o mínimo de sanidade mental possível parece muito fácil pra quem está de fora, mas é difícil pra caralho pra quem vive esses traumas todos os dias.


Grande beijo,
Vanessa.





10 de ago de 2015

Inspiração: Saia Midi!

Esses dias eu comentei aqui no blog o quanto tava de saco cheio das minhas próprias roupas e tudo mais. Inclusive desapeguei de muita coisa do meu guarda-roupas (clica aqui pra ver minha lojinha do Enjoei!) e cada dia que passa observo o que mais posso tirar e o que fica.
E aí que, nesse tempo, navegando pelo Pinterest eu percebi que já fazia muito, muuuuuito tempo que eu vinha namorando um item que tem sido, digamos, um divisor de águas nessa minha busca pelo novo: saias midi! Já havia vários looks com essa peça favoritados nos meus pins, e era um dos poucos looks que eu nunca havia tentado recriar.


look2 look1 look3 look4 look5 look6

Foi aí que eu percebi que tinha uma saia midi-lápis no fundo do guarda-roupas e outra mais soltinha esquecida na casa da minha mãe (tão esquecida que eu comprei há mais de 1 ano atrás e nunca tinha usado, tava até com a etiqueta!).
Resolvi testar uma combinação mais casual pra poder usar no trabalho e até que gostei bastante! Fui testando as duas saias que eu tinha com diferentes partes blusinhas/camisetas pra ver o que daria e olha, foi um grande ato de liberdade. Poder largar um pouco as calças, deixar as minhas pernas respirarem, me sentir mais leve... passou tanta coisa na minha cabeça! Foi muito bom mudar o visual um pouco, por menor transformação que seja.

meulook3 meulook2

Em outros tempos eu jamais iria usar essa saia tão facilmente como acontece hoje e abrir a minha mente nesse caso me trouxe uma variedade enorme de opções de roupas. E, sinceramente, agora eu desejo estar sempre disposta assim pra tudo nessa vida.


 ♥ 


Espero que vocês tenham gostado :)

Beijos e uma ótima semana!